Skip to content

joomla

Narrow screen resolution Wide screen resolution Increase font size Decrease font size Default font size
Início arrow Programas arrow Circuito Cultural Lusófono
PDF Imprimir e-mail

Circuito Cultural Lusófono

 

 

 

> PROPOSTAS DE CIRCULAÇÃO PERMANENTE

> DOSSIER DE APRESENTAÇÃO 2010-2012

 

 

 

O Circuito Cultural Lusófono é um programa que visa promover a divulgação e as trocas culturais entre países e comunidades de língua portuguesa no mundo. Surge como consequência e desenvolvimento sistémico de vários projectos de intercâmbio que os seus promotores têm vindo a realizar nos últimos anos e pretende constituir um instrumento eficaz e continuado de garantia de trabalho e de dignificação de criadores e agentes socioculturais lusófonos.

Mais do que uma simples proposta de intercâmbio cultural, esta iniciativa possui fortes potencialidades de desenvolvimento interlocal em cooperação, nomeadamente no que respeita ao incentivo ao micro-empreendedorismo, às relações de parceria intermunicipal e inter-regional e sobretudo ao reforço das lógicas de centralidade da cultura nas estratégias locais e regionais de desenvolvimento, de acordo com o que é hoje preconizado de forma crescente por instituições e investigadores internacionais das áreas social e económica.

O envolvimento claro das cidades/regiões num Programa com estas características poderá ainda ter repercussões muito significativas em sectores como a Educação (através do incentivo ao intercâmbio activo com comunidades escolares de outros países lusófonos) e do Turismo (através da mediatização nacional e internacional do novo atractivo para visitas á cidade/região consubstanciado pelo Programa).

De acordo com a natureza flexível do CCL, procurar-se-á sempre adaptar a programação de cada etapa á realidades e aos recursos disponíveis em cada local. Trabalhando numa lógica de rede e de partilha de recursos, a ETNIA e demais parceiros operacionais do Programa empenhar-se-ão também solidariamente na busca de soluções optimizadas, que viabilizem a participação regular das cidades interessadas sem onerar excessivamente os orçamentos locais.

 
 

Redes e Parcerias